domingo, 4 de junho de 2017

Linha 52 de Niterói agora passa em Charitas

Em Niterói, uma boa alteração de itinerário que já começa a beneficiar muitos moradores dos bairros no entorno do novo túnel Charitas-Cafubá. A linha 52, que liga Itaipu, principal bairro da Região Oceânica ao bairro de Baldeador, na região da RJ 104 e no limite norte com o município de São Gonçalo, ampliou bastante seu itinerário e agora serve aos moradores de São Francisco e proximidades.

Antes a linha 52, uma das poucas do município que sequer chega perto do centro da cidade, saía de Itaipu até a altura do Shopping Itaipu (que apesar do nome, não fica em Itaipu mas na parte externa de Cafubá) rumo ao acesso da Estrada Caetano Monteiro, que leva ao Baldeador, destino final da linha. Agora passa por todo o bairro do Cafubá, alcança o túnel, chega a Charitas e segue pela Estrada da Cachoeira até Largo da Batalha, onde segue através da Caetano Monteiro para seu destino final.

Apesar do prolongamento significativo de itinerário (abaixo um mapa dará noção da distância entre os bairros), é uma alteração útil. Além de atender aos moradores dos bairros que não eram servidos pela linha, serve também como opção mais rápida para moradores dos bairros já atendidos pela linha para irem ao Rio de Janeiro através das barcas.

Não fui informado se a linha fará parte do sistema BHLS, apesar de andar nas vias exclusivas reservadas ao serviço. Opera atualmente com ônibus comuns. Fui informado que a aquisição dos veículos BHLS ainda se encontram em estudo, pois além das características dos veículos não estarem definidas, há o problema de custos, se são viáveis ou não. Creio que optarão por ônibus comuns, de motorização dianteira, mas com portas nos dois lados, como há em Teresina do Piaui. São mais baratos para adquirir e tem manutenção fácil e menos onerosa. 

De qualquer forma, fiquei feliz com o prolongamento da 52, que também ajudará na ampliação de demanda para a linha local, que não serve o centro da cidade. E com isso se espera o crescimento de infra-estrutura dos bairros agora servidos pela linha, com várias áreas de características semi-provincianas, com comércio escasso e ruas pouco movimentadas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.