sexta-feira, 16 de junho de 2017

Do contrário de rumores, donos da CAIO resolveram ressuscitar a Busscar

Estava praticamente certo que a CAIO compraria a estrutura da Busscar para fazer a sua linha rodoviária, mas usando seu próprio nome e não da falida encarroçadora. Rumores davam como quase certa que a estrutura comprada serviria apenas para fazer a linha Solar decolar.

Mas uma nota divulgada no site do radialista e estudioso de transportes Adamo Bazani revelaram que os donos da CAIO resolveram ressuscitar mesmo a Busscar.

Possivelmente será uma Busscar meio "Caiocizada" e desvinculada da filial colombiana, hoje bem sucedida e com novos e belos modelos. Aliás é bem estranha esta estória de filial bem sucedida de matriz falida e mais estranha é a falta de interesse da filial colombiana em ajudar a matriz.


O que revelou a volta da encarroçadora é um site em que pede currículos e anuncia uma "nova história" para a firma, com direito a logomarca mais recente utilizada pela empresa em sua fase final. O antigo executivo da Busscar, Sérgio Souza, será o novo gerente na nova fase, o que pode indicar, para a minha alegria, uma possibilidade da nova Busscar não se tornar uma nova "CAIO".

Tendo ou não cara de Busscar Induscar, criando uma rima interessante, é uma excelente notícia a volta da Busscar. Torço para que a  encarroçadora mantivesse suas características na nova fase, se inspirando cada vez menos na CAIO. 

A Busscar, incluindo a fase Nielson sempre se destacou perante as outras encarroçadoras e pelo conjunto da obra foi considerada a melhor encarroçadora do país, com clientes fiéis como a niteroiense Fortaleza e a soteropolitana BTU.

Desejamos boa sorte a fase nova da empresa, mesmo vinculada ao grupo CAIO Induscar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.